à luz se revelam as sombras…​

Impressão digital, latex e tinta acrílica s/ tela de algodão não preparada

Digital print, latex and acrylic paint on raw cotton canvas

À luz se revelam as sombras…

O Mundo em que vivemos evidencia enigmas e projecta imagens que, por vezes, nos convidam à sua reflexão e a um comportamento diferente face aos momentos com que nos defrontámos.


Por outro lado, o artista, sempre observador, inquieto, criativo e inovador, procura desenvolver «mistérios» que afloram ao seu Ego, e responder aos chamamentos que o mundo que o rodeia e em que está inserido, lhe questionam.

Andrea Inocêncio, artista que executa os seus trabalhos sobre Latex (técnica mista), apresenta nesta mostra, na galeria da Ordem dos Advogados, um número de “visões” que informam da plasticidade do material utilizado, da técnica que a absorve, e da força criadora que a invade.


Imagens emolduradas pelo fulgor das suas capacidades, denotando movimento rítmico adequado ao momento captado, conciliam o Ser com o não Ser, ou seja, pretendem visionar o nosso estado da Alma, aquilo que não mostramos, e outra face da natureza que, não vemos, mas que se expressa na arte pictórica que provoca sensação e reflexão.


Símbolos, sombras, luz, cor, perspectiva e equilíbrio encontram-se, fundem-se, apreendem-se e sentem-se. Registos de formas, conceitos de vida e respostas daquilo que somos e mostramos.

 

Mário Nunes (Vereador da Cultura de Coimbra), ​2003

 

 

​​​
À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que mostramos!, 125 x 213 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos... II, 145 x 212 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos... III, 192 x 167 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos... IV, 200 x 152 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos... VI, 145 x 200 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos..., 168 x 92 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos aquilo que não mostramos... V, 220 x 100 cm, 2003

À luz se revelam as sombras…​
À luz se revelam as sombras…​

Somos apenas aquilo que somos…, 188 x 96,5 cm, 2003

1/1